Permacultura para alcançar uma agricultura sustentável (I)

A permacultura e a agricultura sustentável são dois temas relacionados que se centram na concepção e gestão de sistemas agrícolas, arquitectónicos e sociais, e de ecossistemas de uma forma mais sustentável, em harmonia com a natureza e com um impacto ambiental reduzido. Eles devem durar ao longo do tempo.

Conceito de permacultura

Permacultura, abreviatura de “agricultura permanente”, é uma abordagem abrangente que considera aspectos sociais, económicos, ambientais e culturais para a concepção de assentamentos sustentáveis ​​e sistemas agrícolas produtivos.

A ideia foi desenvolvida pelos ecologistas australianos Bill Mollison e David Holmgren na década de 1970. “A permacultura é a filosofia de trabalhar com, e não contra, a natureza; de observação prolongada e reflexiva, em vez de trabalho de parto prolongado e inconsciente; “compreender as plantas e os animais em todas as suas funções, em vez de tratar as áreas como sistemas monoprodutivos”.

Noções básicas de permacultura

Cuidar da Terra, cuidar das pessoas e distribuição justa dos excedentes.
Também utiliza princípios de design baseados em observações de ecossistemas naturais e tradições agrícolas indígenas para criar sistemas sustentáveis.
A permacultura centra-se na interligação e interação harmoniosa de diferentes elementos, como plantas, animais, solo, água, energia e comunidade.

Procura maximizar a eficiência e resiliência do sistema, minimizando a utilização de recursos não renováveis ​​e reduzindo o desperdício e a poluição.

Agricultura sustentável

Agricultura sustentável é um modo de agricultura que procura satisfazer as necessidades actuais de produção alimentar, mas sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades. O seu objetivo é equilibrar a produtividade agrícola com a conservação ambiental, a saúde humana e o bem-estar animal. Reduza também o desperdício.

Objetivos da agricultura sustentável

  • Práticas que promovem a conservação do solo.
  • Proteção da qualidade da água.
  • A Biodiversidade.
  • Manejo integrado de pragas e doenças.
  • Reduzir o uso de insumos químicos sintéticos.
  • Procura também melhorar a resiliência dos sistemas agrícolas face às alterações climáticas e promover a equidade social e económica.

Práticas comuns na agricultura sustentável

  • Inclui rotação de culturas. É importante a cada uma ou duas temporadas mudar para outros que absorvam minerais diferentes.
  • Manejo agroecológico de pragas e doenças. Evite produtos químicos.
  • Conservação de água. Regulação com sensores da umidade que a cultura necessita.
  • Agrofloresta. Integrar árvores e arbustos com culturas agrícolas e/ou pecuárias no mesmo sistema produtivo.
  • Compostagem. Utilize aquele produzido no ambiente da plantação.
  • Agricultura orgânica. Evite produtos químicos.
  • Agricultura de conservação. Reutilize podas e ervas daninhas para cobertura.
  • A utilização de energias renováveis. Painéis solares e energia eólica.
  • Permacultura e a agricultura sustentável partilham muitos princípios e abordagens. Ambos buscam sistemas agrícolas mais resilientes, com capacidade de enfrentar as adversidades, sustentáveis ​​e em equilíbrio com a natureza. Através da implementação destas práticas, pode-se promover a conservação dos recursos naturais, melhorar a saúde do solo, proteger a biodiversidade e contribuir para a segurança alimentar a longo prazo.

Permacultura com Plantae

  1. Hub/receptor.
  2. Sensor de umidade e condutividade do solo.
  3. Sondas de temperatura.
  4. Medidor de vazão setorial.
  5. Estação meteorológica com adaptação para anemômetro.

Fontes:

Plantae Agro

Você está procurando informações especializadas?

Entre em contato agora gratuitamente e sem compromisso com nossa equipe de Engenharia Agronômica